Voltar

Projeto de Iluminação Pública de Belo Horizonte

A modernização do sistema de iluminação pública de Belo Horizonte foi realizado pela BHIP (Concessionária de Iluminação Pública de Belo Horizonte), que prevê a economia e eficiência energética do sistema de iluminação da cidade; mais segurança; redução de impactos ambientais e melhoria do serviço de iluminação para a população belo-horizontina.

De acordo com João Monteiro, repórter do do portal IPNEWS, a modernização providenciou redução dos custos relacionados ao consumo de energia e às constantes manutenções. Além disso, a tecnologia do projeto de iluminação permitiu a telegestão, baseada nos conceitos de smart grid e IoT, que monitora todo o sistema de iluminação da cidade remotamente.

A telegestão permite à prefeitura receber informações em tempo real para tomar decisões preventivamente e fazer ações preditivas. Desta forma, antes mesmo de ser notificada sobre falhas na iluminação pública é possível dar início à solução do problema proativamente.

Controlado remotamente por um operador da concessionária, o sistema integra todos os dados capturados pelos sensores, possibilitando assim, uma tomada de decisão mais precisa e, consequentemente, o envio de comandos aos postes de iluminação.

Com estas soluções, há uma melhoria na gestão do abastecimento de energia da cidade, pois a tecnologia permite, por exemplo, ajustar a intensidade da iluminação das ruas conforme a demanda, bem como ligar e desligar as lâmpadas remotamente, com base nas informações emitidas pelos sensores. Toda esta tecnologia foi sustentada sobre os postes Metalsinter, que proporcionam personalização de acordo com a necessidade do projeto.

Os postes com esta tecnologia contribuirá para uma redução de aproximadamente 45% no consumo de energia elétrica, o que pode representar uma economia anual de R$ 25 milhões à prefeitura. Espera-se também o aumento na sensação de segurança, pois em ruas mais iluminadas, os acidentes noturnos e a criminalidade tendem a diminuir.

Com a modernização completa da iluminação pública, que acontecerá até outubro de 2020, Belo Horizonte poderá, ainda, implementar uma série de novas tecnologias que beneficiarão outros segmentos da sociedade, como o trânsito, por meio de semáforos conectados e estacionamento inteligente, e o meio ambiente, com soluções de gestão ambiental.